Sérgio Santos Rodrigues, presidente do Cruzeiro

Como estacionamento pode ajudar Cruzeiro contra queda à Série C? Presidente do Cruzeiro explica

16/07/2021

Uma dívida com o Al-Wahda, que gira em torno de R$ 5 milhões, ameaça o Cruzeiro com um possível rebaixamento à Série C do Campeonato Brasileiro. O mesmo débito já tirou seis pontos da Raposa na Série B de 2020. No entanto, uma solução está próxima de ‘salvar’ o clube mineiro.

Em entrevista ao repórter Vinicius Nicoletti, dos canais esportivos da Disney, Sérgio Santos Rodrigues, presidente do Cruzeiro, afirmou que o clube está próximo de vender um estacionamento, que ajudará a saldar a dívida.

“Hoje, o da Série C, que seria o do Al-Wahda, quando a Fifa toma essa decisão, que não está tomada, não existe um critério, ela manda aplicar essa penalidade em 30, 60, 90 dias, e a gente tem uma situação bem encaminhada da venda de um estacionamento do Cruzerio aqui, temos um comprador, mas estamos um problema burocrático que mais uma vez a gente herdou”, começou por afirmar.

“Quando vai ver certas situações, para a gente estava ok, falta regularizar um lote por uma questão de cartório e vai desembolando no meio de uma pandemia. Você tem que ir no cartório, prefeitura, conseguir fazer tudo andar demora um pouquinho. Mas a situação está bem delineada. Acho que vamos conseguir resolver no curto prazo e pagar essa dívida antes da Fifa nos intimar”, completou.

No entanto, a situação envolvendo débitos do Cruzeiro não é única e vai piorar nos próximos dias. Sem poder contratar jogadores por conta de uma dívida de R$ 7 milhões com o Defensor Sporting, do Uruguai, o clube será punido novamente porque ainda não pagou R$ 6 milhões ao Morélia, do México, pela contratação de Riascos em 2015.

“Tivemos essa do Defensor, do Arrascaeta. Agora, em meados de julho, acredito que semana que vem, entre outro transfer ban do Morélia relativo à aquisição do Riascos. Em um cenário próximo não temos nenhum outro julgamento”, afirmou o presidente celeste em entrevista à Rádio 98 FM.

Dentro de campo, a situação do Cruzeiro também não é boa. Sem ganhar há cinco jogos na Série B do Brasileiro, o time aparece na 14ª colocação, com 11 pontos, dois a mais que o Vitória, que abre a zona de rebaixamento.