Rafale Cabral foi heroi da classificação do Cruzeiro para as oitavas da Copa do Brasil

Copa do Brasil: sob olhares de Ronaldo, Cruzeiro vence o Remo nos pênaltis com brilho de Rafael Cabral e avança às oitavas

12/05/2022

O Cruzeiro fez 1 a 0, levou a decisão para os pênaltis e com quatro defesas de Rafael Cabral avançou às oitavas da Copa do Brasil


Cruzeiro está nas oitavas de final da Copa do Brasil! O time mineiro precisava reverter o placar de 2 a 1 do jogo de ida e após 1 a 0 sobre o Remo no tempo normal, venceu por 5 a 4 nos pênaltis e garantiu classificação.

Edu balançou as redes no fim do 2º tempo. Nas penalidades, o goleiro Rafael Cabral brilhou, defendeu 4 cobranças e colocou a Raposa no mata-mata da competição.

Precisando reverter o placar, o time mineiro dominou boa parte dos 45 minutos iniciais e chegou a finalizar 9 vezes, mas faltou capricho nas conclusões para balançar as redes. Na melhor oportunidade do Cruzeiro, Lucas Oliveira mandou um chutaço de fora da área, a bola tirou tinta do travessão e saiu pela linha de fundo, aos 31. A equipe azulina, por sua vez, se manteve fechada, conseguiu segurar a pressão celeste e apostou no contra-ataque. Mas só agrediu a Raposa uma única vez, no chute de Leonan, de dentro da área, aos 21.

Na volta do intervalo, o time da casa continuou tomando as iniciativas e logo assustou. Aos 4, Daniel Junior parou na boa defesa do goleiro Vinícius, e na sobra, Rodolfo bateu por cima do gol. Na sequência, aos 9, Jajá passou pela defesa adversária com facilidade, invadiu a área e tocou para Edu, que pegando muito forte na bola. Jogando contra o relógio, a Raposa seguiu pressionando. Aos 11, Daniel mandou uma bomba do meio da rua e se não fosse outra defesa de Vinícius, teria feito um golaço. Depois, aos 21, em um lance bem parecido, Daniel bateu de canhota e tirou tinta do travessão novamente.

Completamente recuado, o time paraense não conseguia sair e assistiu à pressão imposta pela Raposa. Canesin teve uma boa chance, mas acabou batendo em cima do goleiro Vinícius, que defendeu sem dar rebote, aos 22.

O gol estava amadurecendo. Até que aos 33, após cobrança de escanteio, Rafa Silva cabeceou e a bola sobrou para Edu bater de direita e fazer 1 a 0 para o Cruzeiro. O Remo respondeu com a sua melhor chance até então quando Erick Flores cabeceou na segunda trave, à esquerda de Rafael, aos 35. Depois, apenas se segurou e levou a partida para as penalidades.

Nos pênaltis, Rafael Cabral defendeu quatro cobranças e colocou o Cruzeiro nas oitavas de final da competição para a felicidade de Ronaldo, que comemorou muito no camarote do Independência.

Situação do campeonato

Com o resultado, o Cruzeiro embolsou R$ 3 milhões, garantiu vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil e agora aguarda seu adversário, que será decidido em sorteio. 

O cara: Rafael Cabral

Com tudo igual no tempo normal, a decisão foi para os pênaltis. Foi quando o camisa 1 assumiu a responsabilidade, defendeu quatro cobranças e garantiu a Raposa nas oitavas de final.

Próximos jogos

Os dois times voltam a campo no domingo (15). O Cruzeiro visita o Náutico às 16h (de Brasília) pela Série B. Já o Remo recebe o Mirassol às 17h (de Brasília), pela Série C.

Ficha técnica

CRUZEIRO-MG 1 (5) X 0 (4) REMO-PA

GOLS: Edu (33′ do 2ºT)

CRUZEIRO: Rafael Cabral; Zé Ivaldo, Oliveira, Eduardo Brock e Geovane (Daniel Junior); Willian Oliveira (Fernando Canesin), Adriano (Rafa Silva) e Bidu (Rafael Santos); Jajá, Edu e Luvannor (Rodolfo). Técnico: Paulo Pezzolano

REMO: Vinícius; Kevem (Everton Sena), Daniel Felipe, Marlon e Leonan; Anderson Uchoa, Marciel (Paulinho Curuá), Albano (Bruno Alves), Erick Flores e Fernandinho (Lailson); Brenner (Vanílson). Técnico: Paulo Bonamigo