Kevin de Bruyne faz aquecimento antes de partida do Manchester City em 2021

De Bruyne vira maior salário do Manchester City, mas ainda perde para dois na Premier League; veja top 10

07/04/2021

Nesta quarta-feira (7), o Manchester City anunciou a renovação do contrato do meia-atacante Kevin De Bruyne até 2025. Com a extensão do vínculo, o belga de 29 anos também viu o seu salário aumentar. Segundo o diário inglês “Daily Mail“, ele receberá cerca de 300 mil libras semanais (R$ 2,3 milhões, nas cifras atuais), o que o torna o atleta mais bem pago do atual elenco dos Citzens

Entretanto, a generosa quantia salarial ainda não o deixa no topo dos maiores salários da Premier League. Na frente de De Bruyne, ainda estão Pierre-Emerick Aubameyang, do Arsenal, e o goleiro David De Gea, do arquirrival, Manchester United. Isso porque enquanto o gabonês recebe 350 mil libras semais (R$ 2,7 milhões), o espanhol ganha 375 mil libras, cerca de R$ 2,89 milhões. 

Veja abaixo o Top 10 dos maiores salários da Premier League: 

1º – David De Gea (Manchester United) – 375 mil libras (R$ 2,89 milhões)

2º – Pierre-Emerick Aubameyang (Arsenal) – 350 mil libras (R$ 2,7 milhões)

3º – Kevin De Bruyne (Manchester City) – 300 mil libras (R$ 2,3 milhões) 

4º – Raheem Sterling (Manchester City) – 275 mil libras (R$ 2,1 milhões) 

5º – Paul Pogba (Manchester United) – 270 mil libras (R$ 2 milhões) 

6º – Anthony Martial (Manchester United) – 250 mil libras (R$ 1,9 milhão) 

7º – Sergio Agüero (Manchester City) – 220 mil libras (R$ 1,6 milhão) 

8º – Mohamed Salah (Liverpool) – 220 mil libras (R$ 1,6 milhão)

9º – Ben Chilwell (Chelsea) – 190 mil libras (R$ 1,46 milhão)

10º – Virgil van Dijk (Liverpool) – 180 mil libras (R$ 1,38 milhão). 

De Bruyne fez mais de 250 jogos pelo clube desde que saiu do Wolfsburg, em 2015. Ele está, nesta temporada, a caminho de conquistar o seu terceiro título da Premier League e foi o capitão da equipe na vitória por 2 a 1 sobre o Borussia Dortmund, nas quartas de final da Uefa Champions League.

O meia disse que sua ligação com Pep Guardiola, que assinou um novo contrato no início da temporada, foi um dos principais motivos para estender sua passagem pelo Etihad.