Dedé durante coletiva do Cruzeiro, em setembro de 2019

Dedé diz que Cruzeiro não cumpriu acordo, cobra quase R$ 18 milhões e pede que SAF seja responsável por dívida, diz site

02/05/2022

Atualmente no Athletico-PR, Dedé defendeu o Cruzeiro entre 2013 e 2019, ganhando vários títulos pelo clube


O zagueiro Dedé, atualmente no Athletico-PR, acusou o Cruzeiro de não ter cumprido acordo firmado com ele em 2021 e entrou com pedido de prosseguimento de execução contra a Raposa, clube que defendeu entre 2013 e 2019, cobrando R$ 17,7 milhões (mais multa).

Além disso, o defensor fez requerimento para que a SAF (Sociedade Anônima do Futebol) que agora rege o futebol cruzeirense seja colocada como responsável solidária pela dívida que a agremiação mineira possui com o atleta.

<inline1.

</inline1.

A informação foi publicada nesta segunda-feira (2) pelo GE.

O caso corre na 48ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte, capital de Minas Gerais. O magistrado responsável ainda não se pronunciou.

O acordo entre Cruzeiro e Dedé foi firmado em junho de 2021, quando teoricamente a discussão na Justiça se encerrou.

Na ocasião, ficou acertado que o time mineiro pagaria R$ 16,6 milhões ao seu ex-jogador, em 60 parcelas, em mais R$ 1,1 milhão ao advogado do zagueiro, em 24 vezes. O pagamento deveria ter começado a ser feito em janeiro de 2022.

Também foi acordado que caso ocorresse atraso de quatro parcelas, sejam elas alternadas ou sucessivas, isso levaria ao vencimento antecipado de todas as parcelas não quitadas, com acréscimo de multa de 10% sob o débito vencido.

É justamente isso, aliás, que Dedé e seus representantes pleiteiam na Justiça do Trabalho neste momento, além da inclusão da SAF cruzeirense como responsável solidária pelo valor devido.

“Sociedade Anônima de Futebol responde solidariamente aos débitos do clube, quando a obrigação é resultante da atividade fim do clube, incluindo os débitos trabalhistas, em se tratando de atletas de futebol”, escreveram os representantes do zagueiro, na manifestação à Justiça.

Procurado pelo site, o Cruzeiro informou que não irá se manifestar sobre o caso.