Jorge Sampaoli durante jogo entre Atlético-MG e Sport, pelo Brasileirão

Sampaoli fecha ‘acordo do adeus’ com Atlético-MG e fica livre para acertar com Olympique de Marselha

22/02/2021

Segundo apurou a ESPN, o técnico do Atlético-MG, Jorge Sampaoli, fechou nesta segunda-feira seu “acordo de adeus” com a equipe alvinegra.

Com isso, o argentino ficará livre de vínculo e poderá finalmente formalizar seu acerto com o Olympique de Marselha, da França.

O Galo, por sua vez, iniciará o processo de busca de um novo treinador também a partir desta segunda-feira.

No acordo que fez com a diretoria alvinegra, Sampaoli confirmou que pagará sua multa rescisória para finalizar o vínculo antecipadamente com o time brasileiro.

O gringo ainda comandará os treinos da equipe de Belo Horizonte até o último jogo do Brasileirão, quinta-feira, contra o Palmeiras, mas depois deixará de vez o Atlético – vale ressaltar que ele está suspenso e não poderá ficar à beira do campo contra o Verdão.

Em nota, o técnico já se despediu da torcida atleticana e confirmou sua saída.

“O ano de 2020 foi duríssimo para a humanidade. Nós temos de ser criativos e quisemos construir um time que, ao passar na TV, fizesse esquecer a tristeza por um momento. Não nos propusemos simplesmente a ganhar: tentamos ser felizes. Não houve um só dia no Atlético Mineiro em que abandonássemos nossa ideia sobre futebol. Este time teve a valentia de jogar dentro e fora de casa da mesma forma. Jamais renunciamos a pensar na trave do rival. O Galo colocou seu coração em todo o país. Isso me dá um orgulho impressionante. Desejo que seja uma ideologia que se mantenha no clube”, afirmou.

“O futebol brasileiro tem um talento infinito e me fez reencontrar com a beleza do jogo, algo que irá me marcar para sempre. Chegou o final. Na quinta, será a última partida. Saio com a nostalgia de não poder ter dirigido com o estádio cheio. Sei que nos emocionamos muito. Queria viver os vídeos que tinha visto de uma torcida apoiando sem parar”, seguiu.

“Quero agradecer a todo o clube. Aos jogadores, pela entrega. A todos os funcionários da instituição, por colocar a alma nesse projeto. Aos dirigentes, por nos dar grandes condições de trabalhar. À cidade, por nos tratar tão bem. O Galo está destinado a brigar por grandes coisas. Sei que as vitórias virão. Gosto muito de vocês e desejo que sigam caminhando com o coração como guia”, finalizou.